Tânger

Tanger Marrocos

Tanger Marrocos

Tanger

Tânger é uma cidade na costa norte de Marrocos que costuma ser a entrada em África para quem viaja por via terrestre vindo da Europa.

Devido à sua proximidade com o Velho Continente, Portugal tentou conquistá-la por diversas vezes. Viria a ter sucesso apenas em 1471 quando, depois da tomada de Arzila (hoje Asilah), os habitantes abandonaram Tânger antes que fossem atacados.

Tânger só deixou de estar em mãos portuguesas em 1661, altura em que (juntamente com Bombaim, Índia) fez parte do dote de Catarina de Bragança quando esta casou com o rei Carlos II da Inglaterra.

A posição estratégica de Tânger como porta para um mundo de culturas completamente diferentes do outro lado do Estreito de Gibraltar fez desta cidade um lugar atrativo para viajantes excêntricos, artistas, espiões e hippies logo após a Segunda Guerra Mundial. Nesta altura, ganhou má fama devido ao tipo de pessoas que a procuravam.

No entanto, hoje em dia, Tânger recuperou o seu charme e o seu merecido estatuto de cidade aberta ao comércio e ao turismo. Foi renovada e limpa, a oferta hoteleira e de restauração cresceu bastante, as actividades culturais passaram a fazer parte do quotidiano. Mas o que é notável é que todas estas melhorias e actualizações aconteceram mantendo o encanto da sua História.

Tânger está dividida em duas partes: a medina ou antiga cidade fortificada; a cidade moderna ou “Ville Nouvelle”. Passear na parte antiga é um descobrir de recantos. Destacam-se o casbá, a fortaleza do sultão, o Petit Socco (praça histórica no centro) e os souks. Ainda na zona da medina também é marcante o Grand Socco, uma agradável praça com uma fonte que faz a ligação com as duas partes da cidade.

Descontrair num dos muitos cafés e apreciar a vida, especialmente se tiver uma vista magnífica para o mar, é uma das razões para visitar Tânger.