Marrakech

Marrakech em Marrocos

Zaouia de Sidi Bel Abbès em Marrakech

Marrakech Marrocos

Marrakech Marrocos

Marrakech

É a 4ª maior cidade de Marrocos e fica a Oeste do Alto-Atlas. É umas das cidades Marroquinas que acolhe mais visitantes. As suas cores, o ritmo vibrante dos souks e a arquitectura mourisca, são alguns dos atractivos da cidade. Marraquexe não basta ver, é preciso sentir. Mais do que visitar monumentos e jardins é preciso sentir a verdadeira essência de Marraquexe: andar descontraidamente pelos souks da Medina e absorver os cheiros e os sons deste lugar mágico.

A Praça Djemaa el-Fna é o centro de todas as atenções, um recinto muito movimentado onde tudo se vende e onde se pode praticar a “arte” bem marroquina de regatear. É o ponto ideal para se começar uma visita à cidade e continuar depois para a Medina que fica mesmo encostada.

Ao cair da noite a praça enche-se de bancas de comida e a mistura de cheiros intensifica-se. Sentimos no ar os aromas que despertam a curiosidade em provar as iguarias da culinária marroquina. No ar paira uma nuvem, dos fumos das barraquinhas de comida, que se mistura com as luzes e faz um efeito de nevoeiro amarelado sobre a praça. Este é o local de eleição de turistas mas também dos locais para um passeio à noite. Homens, mulheres e crianças preenchem o seu serão a passear pela praça ou simplesmente sentados ao redor da praça a contemplar o frenesim.

À noite a animação intensifica-se com espetáculos de rua, com músicos, saltimbancos, faquires, encantadores de serpentes, mágicos e tudo o que se possa imaginar. Um espetáculo único que faz desta praça um dos locais protegidos e referenciados pela UNESCO como Património Oral e Imaterial da Humanidade.

Marrakech em Marrocos

Bab Agnaou em Marrakech, Marrocos

Continuando a visita para a Medina mantemos o mesmo registo cultural, onde se pode observar o quotidiano dos habitantes locais e recuar no tempo. De facto ao percorrer os souks da cidade velha, temos a sensação de estar noutra era, aqui predominam os artesãos que trabalham a madeira, o metal e os têxteis como o fazem há gerações. O artesanato é muito procurado pelos turistas mas observar os artesãos a trabalhar é a principal atracção. As ruas são labirínticas e estão sempre apinhadas de gente, agora não só de locais mas também de turistas, ainda assim é possível sentir a atmosfera verdadeira da vida e da cultura dos habitantes locais. A Medina é totalmente cercada por uma muralha com 19 quilómetros e o seu acesso pode fazer-se por uma das 19 portas, algumas delas verdadeiros monumentos da arquitectura árabe como por exemplo a porta Bab Agnaou.

Souks de Marrakech

Souks de Marrakech

Marraquexe oferece muitas opções de alojamento, mas ficar num Riad dentro da Medina é aquela que melhor completa a experiencia de uma visita a Marraquexe. Os riads são geralmente mais pequenos do que os hotéis, o que cria uma atmosfera de maior proximidade. Os riads eram casas antigas que mantêm a sua arquitectura típica, fechadas para o exterior e com um jardim interior normalmente com um lago ou pequena piscina. Muitos destes riads têm magníficos azulejos árabes. Se gosta da arte da azulejaria e da arquitectura mourisca em geral, não pode perder a visita à Madrassa Ali Ben Youssef, que fica dentro da Medina e foi em tempos uma das mais importantes escolas de estudo do Al-corão, no Norte de África.

Ainda perto da Medina fica a Mesquita de Koutoubia, cuja torre caracteriza a paisagem da parte antiga da cidade. Esta torre é também conhecida por ter servido de inspiração à torre de Giralda em Sevilha e a Torre Hassan, em Rabat.

Mais afastado do centro da cidade antiga podemos visitar o Palácio da Bahia, um bonito exemplo da arquitectura árabe-andaluz com lindíssimas pinturas nos tectos.

Madraçal de Ben Youssef em Marrakech

Madraçal de Ben Youssef em Marrakech

A 5 minutos a pé da Medina podemos visitar o Jardim Majorelle, que pertenceu ao pintor Jacques Majorelle. Para além do lindíssimo jardim o ex-libris desta propriedade é a casa pintada em azul cobalto que se destaca do verde envolvente. O Jardim Majorelle foi comprado pelo famoso estilista Yves Saint Laurent nos anos 80 para salvar este espaço de ser transformado num hotel.
A Casa da Fotografia de Marraquexe, situada perto da Medina, é um local a visitar para quem gosta de conhecer melhor uma cultura através da fotografia das suas gentes. Um espólio com fotografias desde 1870.

O famoso palmeiral de Marraquexe é, literalmente, um Oásis no deserto. A grande concentração de palmeiras altas no meio de uma zona árida desenha uma bonita paisagem. Quem quiser experimentar um pequeno passeio de camelo tem também aqui a oportunidade.

Marrakech em Marrocos

Cavalos e Mesquita da Koutoubia em Marrakech, Marrocos

O Jardim de Menara é também um lugar que vale a pena visitar pela sua linda paisagem reflectida no espelho de água do lago central. Numa das extremidades do lado existe um bonito pavilhão de telhado verde e ao redor árvores de fruto e sobretudo oliveiras. Como pano de fundo surge o Atlas com os seus picos brancos a contrastar na paisagem.

Para ter uma visão global dos contrastes e mergulhar na parte nova da cidade, nada melhor do que desfrutar de um passeio de charrete pela cidade à noite e deixar-se encantar por este cenário das 1001 noites.